WhatsApp

69 9205-8984

Como saber se iPhone 7 é original? Veja oito dicas para comprar com segurança - Jaru na Web

Tecnologia

04/02/2017 às 13h27 - Atualizada em 04/02/2017 às 13h27

Como saber se iPhone 7 é original? Veja oito dicas para comprar com segurança

-
FONTE: tech tudo

Os iPhone 7 e iPhone 7 Plus são desejados por muitos consumidores, mas o preço alto no Brasil os tornam alvo fácil de falsificações. Por esse motivo, é bom ficar atento aos anúncios de iPhones que estejam com grandes descontos. Se você encontrar o iPhone 7 ou o 7 Plus com preço bem abaixo do praticado nas lojas, há grandes chances do aparelho ser uma réplica.


Os celulares falsos podem ser bem parecidos em um primeiro momento, mas, além de serem mais frágeis, podem não ter todos os recursos do modelo original. Para não gastar dinheiro em um iPhone falsificado, veja algumas dicas para checar se o smartphone foi realmente fabricado pela Apple.


 

1) Conectar ao iTunes


Aparelhos originais da Apple, ao se conectarem ao computador com o iTunes aberto, são automaticamente reconhecidos. O software ainda exibe as especificações do celular e disponibiliza a opção de sincronizar e fazer backup. Smartphones falsos não serão reconhecidos pelo iTunes e, provavelmente, aparecerão no computador como um pendrive, apenas exibindo as pastas de arquivos.


2) Botão Home e Touch ID


Celulares falsificados podem tentar copiar todos os detalhes externos do iPhone, mas há tecnologias que são exclusivas da Apple.


Os iPhones 7 e 7 Plus vieram com um novo modelo de Botão Home, mais difícil de ser reproduzido. Antes, o botão era mecânico e se movia ao pressionar. No iPhone 7, ele trabalha com a força sensitiva, detectando a pressão do dedo, e não se move pra dentro. Também há o leitor de digitais, aparelhos falsificados possivelmente não terão esse recurso.


Antes de comprar o celular suspeito, peça para testar o leitor de digitais. Basta ir em "Ajustes" > "Touch ID" e tentar cadastrar seu dedo para identificação.


O novo botão Home funciona sob pressão, reconhece a força do dedo. (Foto: Reprodução/Techtudo) 

3) IMEI e número de série


O IMEI é o número de identificação do celular, ele é único e não é repetido em nenhum aparelho. É possível checar esse número na caixa original, na traseira do celular, na bandeja do cartão SIM e em "Ajustes" > "Geral" > "Sobre". Se o modelo for original, os números serão os mesmos em todos esses locais.



Você também pode verificar o número de série do celular em "Ajustes" > "Geral" > "Sobre". Com esse dado em mãos, verifique se o aparelho está na garantia, entrando neste site da Apple. Caso o smartphone seja original, a página mostrará se ele está ou não na garantia. Se for um iPhone falso, o número não será reconhecido e o site acusará número inválido.


4) Tela 3D Touch


Os mais novos dispositivos da Apple trazem display retina e tecnologia 3D Touch, que permite ao usuários acessar atalhos em aplicativos e conferir imagens e informações sem a necessidade de sair da tela, como uma pré-visualização. Na prática, ao pressionar o botão da câmera, deverá aparecer a opção de tirar selfie, gravar vídeo, gravar em câmera lenta e tirar foto.


O principais aplicativos ja possuem suporte ao 3D touch com atalhos. (Foto: Reprodução/Apple)

 


5) Conferir se o celular roda iOS


Nos dispositivos falsos, ao conferir as informações do celular, em "Ajustes" > "Geral" > "Sobre", provavelmente não aparecerá o sistema operacional da Apple, o iOS. Caso o aparelho seja original, será possível saber a versão do sistema instalado, na linha "Versão".


Também é possível checar essa informação por meio da loja de aplicativos. Por mais que os falsificados tentem copiar a interface, só dispositivos Apple possuem uma App Store. Para testar, abra a loja de apps e tente fazer uma busca rápida por algum programa para fazer o download.


Caso apareça algo relacionado à “Google Play Store”, fuja. Não existe iPhone com Play Store.


Atualização para o iOS 10, novo sistema da Apple, vale a pena? Usuários opinam no Fórum do TechTudo.


6) Checar capacidade e cor


Os novos iPhones chegam ao mercado com três capacidades de armazenamento: 32 GB, 128 GB e 256 GB; e em 5 cores: preto matte, preto brilhante, dourado, ouro rosa e prateado. Caso encontre um iPhone 7 sendo vendido com memória interna diferente dessas ou em uma opção de cor que não esteja entre as citadas, desista da compra, pois o aparelho é falso. Os smartphones originais Apple também não possuem entrada para cartões de memória.


Os novos modelos estão disponíveis em cinco cores e três capacidades (Foto: Divulgação/Apple)

7) Siri


A assistente virtual da Apple é exclusiva da marca. Tente acessar a Siri no iPhone que deseja comprar, se ela aparecer, o aparelho é original. Se a Siri sumir, ou não existir no celular, o aparelho é falso. A Siri pode até ser desativada (em "Ajustes" > "Geral" > "Siri"), mas nunca pode ser removida ou excluída. Teste a Siri.


8) Ausência da entrada para fones de ouvido


Uma das grandes polêmicas envolvendo o lançamento do iPhone 7 e iPhone 7 Plus foi a perda das famosas entradas P2, no padrão 3,5 mm, para fones de ouvido. O novo smartphone da Apple usa a mesma porta para os fones e o carregador, obrigando os fãs da marca a comprarem um adaptador caso queiram ouvir música e recarregar o a bateria do celular ao mesmo tempo.


Os novos iPhones não possuem entrada p2 para fone de ouvido (Foto: Reprodução/Techtudo)

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

30/06/1988
André Medenski da Silva
© Copyright 2015 - 2017 :: Todos os direitos reservados